apple

Meu Primeiro AppleScript

Uma vez eu li em um livro de Banco de Dados que a linguagem SQL foi criada para se parecer o máximo possível com a lingua inglêsa, para facilitar o entendimento do homem aos comados enviados ao Banco. Se o cara que escreveu isto visse um AppleScript ele iria perceber o quanto os desenvolvedores do SQL falharam vergonhosamente!

A linguagem que a Apple criou para seu sistema é tão intuitiva que com um conhecimeto relativamente bom de inglês é possível fazer maravilhas e automatizar diversas tarefas.

Para se ter uma ideia do funcionamento, se você digitar no Editor de AppleScripts a frase “tell application “iTunes” to activate” o programa vai abri!!! E você não precisou executar nenhum comando estranho, nem teve que mapear o caminho do programa, nada disso, você só disse ao sistema, “Diga a aplicação iTunes” para iniciar” e pronto, o Aurélio, um conhecido virtual meu de longa data e conhecido usuário de Mac fez um videozinho bem didático e divertido mostrando um pouco do que um Applescript pode fazer.

Eu sou usuário de Mac a pouco mais de três meses, e depois de me deslumbrar com o Sistema eu também resolvi brincar de criar meus próprios AppleScripts.

Tudo começou mais ou menos assim. Desde a primeira vez que eu coloquei as mãos no meu Mac eu sempre achei a “Agenda” (Address Book) meio hostil, sei lá, a interface dela não me agradou, achei simples demais e dificil demais de usar. Só que eu me obriguei a usar este programa porque eu descobri que o iSync, que é um programa da Nokia para Mac, conseguia sincronizar os contato da Agenda para o meu E71, só que os contatos que estavam na Agenda eram contato que eu tinha inserido lá quando estava testando o programa, eram uns contato do Gmail tudo cagados e faltando um monte de informações, tava horrível aquele negócio. Resultado, a “Agenda” encheu meu celular de contatos picotados, duplicados, fez uma lambança…

Então eu tinha que colocar tudo em ordem, já que eu não poderia deixar minha agenda do celular deste jeito, pois se eu precisasse de alguma informação dela eu não teria, ou teria, ou teria duas vezes. Conclusão, lá vem o sexto sentido Nerd falando mais alto e eu, assim como todo nerd que sabe programar, fui lá e pensei em criar uma solução para um problema que eu tinha, eu já havia feito isto antes com o JSIndexer e lá estava eu novamente tento que me virar.

O conteúdo que eu precisava na Agenda do Celular era bem simples, nome completo do contato, telefone e, se possível, email. “Opa, temos um padrão ai, com esta quantidade de informações limitadas dá até pra criar um programinha, já que a “Agenda” é chato de mexer”, pensei.

Descobri que a “Agenda” usa o formato vCard, ai fui pesquisar o formato deste arquivo e encontrei o Padrão de Formato para arquivos vCard na Wikipédia, a extrutura do arquivo é bem simples, basicamente CHAVE:VALOR o que facilitou bastante.

Depois de pesquisar um pouco sobre a linguagem AppleScript foi bem fácil criar um scriptzinho que fizesse o trabalho sujo de popular a Agenda por mim, tudo que eu precise foi inserir os dados em uma Planilha do Numbers que é bem mais fácil e mais familiar de se usar e exportar os dados para um arquivo CSV, depois foi só executar o script e pronto, todos os meu contatos com nome, telefone e email estava devidamente inserido na “Agenda”, depois foi só sincronizar tudo com meu celular e correr para a vitória. Certamente o ato de criar um programinha me deu mais ânimo do que editar um por um os meus contato dentro da Agenda.

Se você é usuário de Mac e também está sofrendo para colocar seus contatos em dia, te convido a baixar e conhecer o vCard Importer, a meu primeiro desafio vencido usando AppleScript que nasceu da necessidade de colocar ordem no Caos. Acesse o Hot-Site que eu criei para o vCard Importer, já que o negócio era aprender eu fui lá e fiz um puxadinho para ele usando o iWeb.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...