Cinema, Diversão, Lazer

Up – Altas Aventura, em 3D

cinefilo

Ir assistir este filme tem alguns significados especiais para mim. Primeiro porque é a minha volta aos cinemas para ver uma produção da Pixar, o último filme que eu fui ver foi Os Incríveis, segundo porque é a minha primeira incursão no cinema 3D, que é o novo chamariz da Indústria da Sétima Arte para combater a Pirataria, eles precisavam de algo que chamasse o público devolta às salas de cinema e resolveram reviver o 3D.

Apenas um comentário solto, a noite prometia ser bem legal, pois já no caminho demos uma bucha DUAS vezes em uma Ferrari 430 que encontramos no caminho ;).

Chegando na fila do cinema a coisa não parecia ser muito animadora, já que os óculos 3D parecia um tanto quanto desconfortável dentro da embalagem, ainda mais para seres humanos míopes como eu, e não estava enganado. Usar um troço destes na frente do outro óculos não é a coisa mais confortável do mundo, mas é um pequeno sacrifício a se fazer por um filme destes e com o tempo logo você nem percebe mais que está com aquela coisa com designe RayBan oitentista na cara.

A experiência do 3D é muito interessante porque não é aquela coisa forçada e muito menos não tem mais a lente azul de um lado e vermelha do outro. Os efeitos são de profundidade de campo e não de coisas pulando no seu colo e seu cérebro entende bem o recado. E como entende, não só nas animações do filme, como também atores em Live Action, ver o Trailer de AVatar e 3D foi muito f*da!

up

Sobre o Filme propriamente dito, deixarei bem claro aqui que não vou poupar elogios para esta bagaça, que filme, uma produção impecável, uma história comovente e cativante, que te ensina o verdadeiro valor de uma promessa feita para quem você ama.

A produção foi de um cuidado que só a galera da Pixar conseguiria fazer, não é a toa que os caras, na minha opinião estão em primeiro lugar disparado, e a DreamWorks está lá atrás em segundo sem fôlego. Na época de Wall-e se falava que a Pixar tinha chegado no seu limite criativo e que Wall-e era a obra definitiva, até que veio Up, sem muito alarde e com uma divulgação da mídia que eu particularmente não achei tão expressiva. Mas pelo amor de Deus, que precisa disto, é um filme da Pixar, vá ver, mesmo que todo mundo diga que não vale a pena, certamente “todo mundo” estará enganado, porque estes caras não erram nunca, é impressionante.

Quem poderia imaginar que um pacato senhor no fim da vida e um escoteiro gorducho fariam uma dupla tão genial, as tiradas do filme são hilariantes, e não só a criançada como os adultos também se divertiam com os pastelões.

Justiça seja feita, o filme tem um único erro grave, que eu não vou contar para não soltar um spoiler, mas deixando isto de lado todo o restante vale muito a pena, se você está em dúvida de ir ver este filme ou não, tire esse pensamento da cabeça seu Maluco e vá agora pra sala de cinema mais próxima.

E as referências do filme? Eu só comecei a prestar a atenção que elas existiam no filme só depois que eu vi a primeira, mas elas estão lá, eu contei duas referências a Star Wars durante o filme, uma na hora da “Batalha Aérea” e outra com relação ao Lider dos Cachorros e o Velho Explorador, fãs da hexalogia vão perceber rapidamente.

Outra que os caras não puderam deixar de mostrar, porque a oportunidade estava à mão, foi fazer uma referência aquela série de quadros dos cães jogando poker.

Cães Jogando Poker
Cães Jogando Poker

Me lembrou um episódio especial de Halloween dos Simpsons onde o Homer vê este quadro e grita: “Os cãããeeesss, eles estão jogando Pooooooker”.

Algo que ficou impecável foi a dublagem do filme, a voz do Chico Anysio caiu como uma luva no velho e “rabugento” Carl, um presente que seu filho @nizoneto confessou no nerdcast 179 ter dado ao pai. Nizo Neto que a propósto faz a “voz” do abobalhado cão Dug.

E se ainda assim você não se convenceu de que vale a pena ir ver Up, veja este Teaser Trailer que saiu meses antes do lançamento do Filme.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...